A formação em Educação Sistêmica tem como objetivo capacitar profissionais ligados ao ensino para atuarem através das leis sistêmicas inconscientes segundo Bert Hellinger desenvolvendo um olhar ampliado das questões relativas ao sistema educacional/familiar com suas interações e implicações. Facilitando assim o processo ensino/aprendizagem e as relações entre família e escola com uma visão que ultrapassa o universo da criança.

1º módulo

  • A história da Educação Sistêmica;
  • As leis do amor que atuam nos relacionamentos humanos segundo Bert Hellinger aplicado à educação;
  • O que é Pedagogia Sistêmica e os princípios que a sustentam;
  • Consciência pessoal e consciência coletiva;
  • O amor cego e o amor que vê;
  • O professor e a postura sistêmica;
  • Leis da ordem e pertencimento;
  • Os sistemas familiar e escolar;
  • O 1º dia de aula; Ferramenta sistêmica.
  • Os efeitos da ordem na família e na escola: o lugar do aluno, do professor e da família.
  • A lealdade dos menores e suas implicações no contexto escolar.
  • Crianças com dificuldade de aprendizagem, déficit de atenção, déficit de hiperatividade, comportamento difícil e como ampliar o olhar através da visão sistêmica.
  • A escola que tenho e a escola que desejo;
  • Exercícios prático-vivenciais relacionados à abordagem sistêmica;
  • Ocorrências que ocorrem na escola relacionada a alunos, professores, pais e o olhar para solução em uma visão sistêmica.
  • Apresentação de casos;
  • Exercício do fio invisível que nos move.

2º módulo

  • Um olhar sistêmico e as gerações nos contextos educativos: as dimensões transgeracional, intergeracional e intrageracional;
  • Ferramentas sistêmicas: genograma, fotograma e brasão;
  • O professor no contexto da família de origem e o aluno no seu contexto de origem. Perfil do professor sistêmico;
  • Lei do pertencimento e equilíbrio;
  • Efeitos da exclusão no comportamento do aluno;
  • Relacionamento professor e escola;
  • Relacionamento aluno e professor e as implicações envolvidas;
  • Crianças adotadas: pais de origem e pais adotivos;
  • Efeitos da ordem dentro da escola;
  • As crianças no contexto da separação de casais.
  • Exercícios práticos relacionados à abordagem sistêmica;
  • Situações que ocorrem na escola relacionada a alunos, professores e pais, sob a ótica sistêmica e o olhar para solução.
  • Apresentação de casos;
  • Orientação para soluções;
  • Exercício do fio invisível e o movimento das células.

3º módulo

  • Ordens da ajuda com base nas Leis do amor que permitem uma ajuda eficaz;
  • O professor atual e o professor anterior e os efeitos da postura sistêmica na aprendizagem e no comportamento dos alunos;
  • A postura de julgamento, a postura da pena e da expectativa e seus efeitos no contexto escolar e familiar;
  • O professor, o orientador, demais membros da escola e os efeitos da postura sistêmica sobre o sistema do aluno;
  • Qual é o meu lugar? Qual o lugar dos pais, dos professores, e da escola e como isso atua nas relações. Olhar para a solução através das Leis Sistêmicas;
  • Desenho da família de origem: intervenções através do desenho da família do aluno com orientações sistêmicas;
  • Crianças com pais separados, falecidos e crianças adotadas e como lidar através do olhar sistêmico. Ferramentas sistêmicas: genograma, fotograma e brasão;
  • Exercícios práticos relacionados à abordagem sistêmica;
  • Ocorrências que ocorrem na escola relacionada a alunos, professores e pais e o olhar sistêmico para apontar soluções;
  • Apresentação de casos;Intervenções individuais e coletivas na escola;Exercício do fio invisível para adoção.

4º módulo

  • A educação sistêmica e o vínculo entre os pais e a escola. O vínculo entre os professores e os alunos;
  • Diferentes culturas na sala de aula e o respeito a diferentes contextos incluindo os mesmos;
  • Ensino tradicional, ensino construtivista e ensino na abordagem sistêmica;
  • Soltar o passado com respeito e olhar para o futuro;Inclusão, exclusão e os comportamentos difíceis;
  • Aprendizagem e a lealdade com o sistema familiar;
  • Educação movida pela ordem e pelo amor;
  • Autoritarismo x autoridade e a influencia no comportamento dos alunos.;
  • Educar com ordem e com amor;
  • Abrir espaço para aprendizagem; abrir espaço para o novo ampliando o olhar para o futuro e em diferentes contextos;
  • A responsabilidade da família e da escola com a sociedade;
  • Trabalhando com recursos sistêmicos;
  • Exercícios práticos relacionados à abordagem sistêmica;
  • Situações que ocorrem nas escolas relacionadas à criança e adolescentes, professores e pais sob a ótica sistêmica. Orientação para soluções.
  • O fio invisível e pais separados;

5º módulo

  • Inclusão da história da Educação Especial: O percurso histórico da Educação Especial no Brasil e o olhar sistêmico;
  • A escola inclusiva e o olhar sistêmico: Quem são as pessoas com deficiência nas escolas? Deficiência Visual, Deficiência Auditiva, Deficiência Intelectual, Deficiência Múltipla, TEA-Transtorno do Espectro Autismo, Altas Habilidades/Superdotação;
  • O movimento de julgamento e pena com relação ao estudante com deficiência e a inclusão de uma nova postura;
  • O perfil do professor para inclusão e a postura sistêmica no atendimento a pessoa com deficiência;
  • Atuando com o coração. A inclusão e o sentimento de pertencimento;
  • Inclusão e exclusão escolar- o movimento das diferenças na escola;
  • Alunos com diferentes comportamentos e a postura sistêmica para o atendimento;
  • Aprendizagem: O que fazer para ensinar o aluno melhor? A preocupação e a confiança;
  • Exercícios práticos relacionados à abordagem sistêmica;
  • Situações que ocorrem nas escolas relacionadas aos alunos com deficiência, professores e pais sob a ótica sistêmica;
  • Orientação para soluções.
  • O fio invisível e a criança com deficiência. Conexão.

 

Hellen Vieira da Fonseca – 90h